Conclusões| Webinar Futuro 20|30: As empresas e as oportunidades de financiamento europeu

Mai 18, 2021 | Notícias

No passado dia 14 de maio, realizou-se o Webinar ‘Futuro 20|30: As empresas e as oportunidades de financiamento europeu’, com a participação da AD&C, cujo VIDEO da sessão já está disponível.

 

No webinar foi explicado o novo quadro de financiamento europeu e a forma como as empresas nacionais poderão maximizar as oportunidades da próxima década de financiamento comunitário.

 

Nuno Oliveira dos Santos, Presidente da AD&C – Agência para o Desenvolvimento e Coesão, e Pedro Capucho, Diretor Coordenador do Departamento de Assuntos Económicos da CIP, estiveram à conversa com os sócios da Abreu Advogados, José Eduardo Martins e Ana Sofia Batista sobre as áreas e projetos prioritários da nova vaga de fundos da União Europeia.

 

Com cerca de 6 mil milhões de euros a executar por ano até 2029 em Portugal, este novo quadro de financiamento comunitário, integra o Plano de Recuperação e Resiliência, o Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 e ainda a fase final do Portugal 2020.

 

Nuno Santos referiu o contributo positivo dos fundos europeus “que têm ajudado Portugal a desenvolver-se como um espaço económico, um espaço social, um espaço político” e deu algumas notas sobre a construção do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência e do Portal Mais Transparência, um trabalho conjunto da AD&C e a AMA.

 

Sobre o próximo quadro financeiro plurianual 2021-2027 afirmou que a AD&C está neste momento a “dedicar um tempo mais significativo ao Portugal 2030 que na sua dimensão estratégica nacional está muito adiantado” pretendendo-se “que possa estar a funcionar no início do próxmo ano”.

 

Sobre o trabalho da AD&C referiu que ”está a ajustar a dinâmica de comunicação com a sociedade” e nesse âmbito pretende lançar um novo projeto: Estrutura de Atendimento depois do verão, com resultados no 1.º trimestre de 2022.

 

Já Pedro Capucha, da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, afirmou que a“complementaridade entre instrumentos financeiros é muito importante” para contrariar as assimetrias que afetam a Europa.

 

REVEJA AQUI o vídeo completo da sessão.

 

 

Fonte: AbreuAdvogados/AD&C