Estudo sobre Percursos no Ensino Superior

Abr 6, 2018 | Notícias

A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) apresenta um estudo sobre o trajeto no ensino superior dos alunos que ingressaram em cursos de licenciatura com a duração teórica de três anos.

O percurso académico destes alunos foi acompanhado durante quatro anos, determinando-se as taxas nacionais de sucesso, de abandono e alguns dos fatores que mais as influenciam.

 

Principais resultados

Em termos de resultados obtidos, os principais valores a nível nacional indicam que, volvidos quatro anos da inscrição inicial, 46% dos alunos tinham concluído a sua licenciatura; 14% continuavam inscritos no curso sem o terem ainda concluído; 11% continuavam inscritos no ensino superior, mas tinham optado por mudar de curso; finalmente, 29% dos alunos não se encontravam em nenhuma das situações anteriores, não se tendo diplomado e não tendo sido encontrados, passados quatro anos, no ensino superior português.

Em suma, apenas cerca de metade dos alunos que se inscreveram em licenciaturas de três anos conseguiram concluí-las dentro dos primeiros quatro anos de estudos, e mais de um em cada quatro alunos abandonaram o ensino superior algures neste período de tempo.

Será interessante, para o futuro, monitorizar a evolução temporal destes indicadores globais de (in)sucesso académico, para perceber até que ponto os números relativos às novas coortes de alunos, com entrada mais recente no sistema de ensino superior, poderão ou não ter melhorado face aos números da coorte de estudantes matriculados entre 2011/12 e 2014/15, o período mais marcado da recente crise económica em Portugal.

Consulte o estudo Percursos no Ensino Superior: situação após quatro anos dos alunos inscritos em licenciaturas de três anos.

Fonte: DGEEC