Sabia que Estocolmo é a região mais inovadora da União Europeia?

Out 6, 2017 | Notícias

Conheça os resultados do Painel de Avaliação da Inovação Regional de 2017

A 8.ª edição do Painel de Avaliação da Inovação Regional (PAIR) elaborado pela Comissão Europeia, apresenta uma comparação do desempenho em matéria de inovação em 220 regiões de 22 Estados-Membros da União Europeia, bem como da Noruega, da Sérvia e da Suíça. Além destes países, também estão incluídos Chipre, Estónia, Letónia, Lituânia, Luxemburgo e Malta, ao nível nacional.

O PAIR acompanha o Painel Europeu da Inovação (PEI), que avalia o desempenho dos sistemas de inovação nacionais, colocando um maior enfoque no desempenho das pequenas e médias empresas (PME).

 

As regiões da Europa são classificadas nas seguintes quatro categorias:

– Líderes da Inovação regional (53 regiões);

– Fortes Inovadores regionais (60 regiões);

– Inovadores Moderados regionais (85 regiões);

– Inovadores Modestos regionais (22 regiões).

 

Uma repartição mais discriminada destes grupos de desempenho é obtida dividindo cada grupo de regiões num terço superior (assinalado com “+”), num terço médio e num terço inferior (assinalado com “-“). As regiões mais inovadoras serão “Líderes da Inovação +” e as menos inovadoras serão “Inovadores Modestos –“.

Consulte o Perfil de Portugal e fique a conhecer com detalhe a classificação das regiões nacionais.

 

A classificação dos resultados revelou que a Região de Estocolmo é a mais inovadora na União Europeia

Segundo a edição de 2017, a região mais inovadora na União Europeia é a de Estocolmo (Suécia), seguida de Hovedstaden (Dinamarca), e do Sudeste do Reino Unido.

A região mais inovadora na Europa é Zurique (Suíça).

 

Outras conclusões

– As regiões mais inovadoras situam-se, em geral, nos países mais inovadores;

– Na maioria das regiões, a inovação tem vindo a melhorar ao longo do tempo;

– Existe uma forte ligação entre inovação e competitividade regional.

 

Consulte a Síntese do Painel de Avaliação da Inovação Regional de 2017.

Saiba mais através do website Regional Innovation Scoreboard.

 

Fonte: Comissão Europeia