Portugueses querem maior intervenção do Parlamento Europeu

Out 19, 2017 | Notícias

Mais de dois terços dos cidadãos europeus, incluindo os portugueses (73%), acreditam que o seu país beneficiou por ser membro da União Europeia (UE), com os cidadãos nacionais a pedirem uma maior intervenção do Parlamento Europeu (PE) em áreas como a pobreza, exclusão social e desemprego jovem.

A confiança do público na UE em geral – e no PE em especial – continua a crescer, com 57% dos europeus a referirem que é “bom” o seu país ter aderido à UE (60% dos portugueses). No estudo, 47% dos participantes (42% dos portugueses) sentem que a sua voz conta na UE, o melhor resultado desde as eleições europeias de 2009.

Estes dados constam do último Parlómetro, Eurobarómetro realizado pelo PE entre 23 de setembro e 2 de outubro, que avalia os pontos de vista dos cidadãos sobre a adesão à UE e os seus benefícios, se a sua voz conta na UE e sobre o Parlamento Europeu, incluindo as suas prioridades.

 

Maior intervenção do Parlamento Europeu

A percentagem de cidadãos que têm uma imagem neutra do PE é de 42%, enquanto 33% têm uma imagem positiva (44% dos portugueses), oito pontos mais do que em 2016. A imagem negativa caiu sete pontos, para 21% dos inquiridos (15% entre os cidadãos nacionais).

Mais de metade dos entrevistados (55%) declarou estar interessado nas eleições europeias de 2019 e 47% acredita que o Parlamento Europeu deveria desempenhar um papel mais importante no futuro (dois terços dos portugueses).

 

Proteção contra ameaças

O inquérito anterior, realizado em março de 2017, mostrou que os cidadãos estão cada vez mais conscientes de que a UE age em seu favor nas áreas que eles próprios consideram prioritárias.

Os cidadãos europeus esperam também que a UE os proteja contra certas ameaças, nomeadamente o terrorismo (58%), o desemprego (43%), a pobreza e exclusão (42%) e migrações não controladas (35%).

Para os portugueses, as prioridades de ação são a pobreza e a exclusão e o desemprego (71%), seguidos do terrorismo (dois terços).

Por isso mesmo, os cidadãos nacionais esperam que o Parlamento Europeu tenha um papel mais relevante em áreas como a pobreza e a exclusão social (67%) e o desemprego jovem (55%).

 

Consulte a Ficha relativa a Portugal e conheça com maior detalhe a opinião dos portugueses relativamente aos seguintes aspetos:

– Fazer parte da UE

– A minha voz conta

– Imagem e papel do PE

– Uma UE que protege?

– Prioridades políticas

– Valores.

 

Fonte: Parlamento Europeu